segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Hoje eu queria muito...

Muito! Muito! Queria muito mesmo. Muito mais do que a vida tem reservado pra mim; porque até agora, foi muito trabalho, muitas perdas, muitas tristezas.
"Tu é guerreira!" - dizem as pessoas, (adoráveis pessoas que Deus coloca em meu caminho); Mas, e o dia em que eu não quiser lutar? E se eu perder uma batalha?! Poucos sabem, mas já perdi tantas, apenas não me rendi frente as adversidades.
Hoje é o aniversário do meu esposo. Está chovendo agora. Penso que são as lágrimas dos nossos anjos protetores. Eles lutaram muito pra que ficássemos juntos, tenho certeza. Choram, porque sabem que estamos chorando. E, eu sei que ele está chorando lá na cela 3, da Galeria E1 do Presídio Central.
Porque estou chorando? Estou me sentindo só, queria apenas um abraço dele, sendo que o abraço de hoje, tem que ser pra ele. Muito merecido, por sinal. Mais de um ano sem drogas e, muita força de vontade; Porque ficar sem drogas numa Clínica 'bacana' é fácil, mas, ficar sem drogas dentro do PCPA (onde tem mais oferta do que na rua, diga-se de passagem), isso sim é mérito!
É o segundo aniversário que ele passa no Presídio e essa angústia toma conta de mim. Só por hoje, queria provar da droga mais poderosa do mundo, que me fizesse parar de pensar na realidade e me levasse pra uma outra vibe, onde eu deletasse os problemas, a canseira, o estresse.
Estou com a voz embargada (será que um Desembargador ajuda a desembargá-la?), com o rosto inchado, com os olhos marejados. Coração apertado, vontade imensa de gritar: EU TE AMO!, em plena free-way, como sempre fiz em nossas viagens. São 27 anos de diferença que em nada nos diferem.
Somos dois adultos quando temos que resolver os problemas e, duas crianças, quando o assunto é nosso sentimento. É sem explicação, a conexão, a química e a física. Coisa que nenhuma grade, nenhuma cela, nenhuma sentença poderá tirar da gente, nossa paixão. Faltam alguns dias pro nosso aniversário de casamento. Quatro anos juntos. E nada se apagou.
Não sei se escrevo para ti, amor, ou para nossos leitores. Estou tão acostumada com essa situação de "nos sentirmos", mesmo de longe que, parece que estou na tua frente, proferindo palavras de amor. Amor, amor... Lembra das nossas noites?! Em breve teremos outras, maravilhosas. Não tão brevemente. Ainda temos o semi-aberto pela frente.
Escutei músicas que remetem nossos momentos, abri albúns, lacrimejei sobre fotos, brinquei com nosso filho. Essa foi a parte mais difícil. Brincar com ele, sem ver teu sorriso bobo, estampado nesse rosto lindo, brilhando através desses olhos azuis, que ele tem iguais - graças a Deus! -, herdou de ti.
Difícil é educá-lo longe de ti, mesmo que eu tenha a absoluta certeza, de que irás me atrapalhar na hora de repreender. Difícil amá-lo longe de ti, pois, nos completamos, os três! Difícil viver sem que estejas por perto, "...só tua presença, vai nos deixar felizes, só hoje...".

Posto para os leitores do Blog, as amáveis pessoas que nos acompanham nesta caminhada - mesmo que virtualmente -, um pouco do nosso amor, da nossa música, dos nossos segredos.

Gipsy Kings: Sin Ella - http://www.youtube.com/watch?v=C7NuD6vm2Mw

Ah... só para constar e, não parecer que o início do texto são apenas palavras ao vento:

HOJE EU QUERIA MUITO, MUITO MESMO!, QUE O TEU GRITO DE LIBERDADE FOSSE PROFERIDO.



2 comentários:

Vlog Liberdade disse...

Eu compartilho do teu sentimento e tu sabes disso. amar é algo muito além da racionalidade, é entrega, é sem juizo, é cumplicidade, é força, é superação. Que Deus te abençoe e que possamos juntas na rua - do outro lado das grades - conseguir estar comemorando esses encontros - e descobertas. te cuida. fé. carmela

saravahfilmes ocidadaocaryuka disse...

O amor que você tem de oferta é o manancial de pureza e coragem que o mundo precisa. A liberdade de é o que nos faz revirar uma possibilidade de amar sem fronteiras ou limites. Amar é olhar na carne da córnea. vocês serão felizes sempre com sobrenome..esperança.
bjo Hélio